1 comentários:

Giulia disse...

Greve de 1917. 25/05/2009

Assim como na Europa, as grandes cidades industriais brasileiras como Sãop Paulo e Rio de Janeiro, após a declaração da República, também se sentiam na "Belle époque". Grandes centros urbanos foram criados com os grandes avanços cientificos: o cinema, o rádio, e a lâmpada elétrica traziam a sensação de modernidade.
Entretanto, o acesso a essas criações era restrito a alta burguesia industrial.
O número demulheres operárias era maior que os de homem. Além de receber salários inferiores, sofriam com frequencia agressões de seus chefes e até mesmo assédio sexual. Os acidentes de trabalhos também eram comuns, onde muitos, principalmente crianças, ficavam mutiladas.
Entre 1916 e 1917, atrtavés de atividades socialistas, os operários organizaram boicotes na produção e greves.
A primeira grande manifestação, ocorreu na cidade de São Paulo, no mês de junho de 1917, onde operários das fábricvas têxteis do bairro do Ipiranga e Moóca, iniciaram uma greve reivindicando 20% de aumentop salarial, jornada de 8 horas diárias e melhores condições de trabalho.
A ação repressiva da Força Publica fez com que no início de julho, um sapateiro fosse assassinado.
Os bairros de São Paulo se transformaram em grandes campos de batalha, onde eram realizadas barricadas contra a policia, lojas e armazéns foram saqueados, lampiões e bondes depredados.
Esse movimento se alastrou por Santos e várias cidades do interior paulista, chegando também aos grandes centros urbanos de outros estados como Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Santa Catarina e Mato Grosso.

Mudem as palavras se possível
Créditos:Giulia

Postar um comentário

 

Featured